segunda-feira, 25 de abril de 2016

GEREMIAS O velho que temia a morte




GEREMIAS

O velho que temia a morte.



Vou lhes contar o causo de um velho que temia a morte X.
Passava mal constantemente embora não fosse hipocondríaco e nem tomasse remédios apropriados ao combate dos males de quem já quebrou o vale da boa esperança. Tinha antes, na verdade, uma saúde de ferro.

Chamava-se Geremias, com G mesmo X. Dizia esse ter sido um erro do oficial no cartório no ato de seu registro, lá pelos anos de... a sua idade ninguém sabia! Atendia pelo apelido de Jeré, não como um diminuto do próprio nome e sim de jereré, um dos instrumentos da pesca que praticara durante a vida, numa das cabeceiras sertanejas do velho rio São Francisco X.

Saíra de casa ainda cedo na primeira adolescência X. Embora não tivesse natureza e índole má, deseja a vida em completa liberdade desde que lhe chegaram cabelos na venta.

Mesmo com os muitos anos mal contados e alguns esquecidos davam ao velho a certeza de que a sua hora estava finalmente chegando e que a morte estava por espreita em derredor X.

Um mal aqui, um apuro outra noite... e era essa a sua conversa que, mesmo sendo tantos acontecimentos, pareciam história repetida.

Não tinha parentes. Vivia sozinho e solitário. Gabava-se de não precisar de nenhuma ajuda e que aqueles que se aproximavam desejavam mesmo era roubar-lhe as posses X. "Poucas é verdade" - dizia ele.

Os amigos eram poucos.
Uma vizinha viúva havia pouco tempo com quem ele buscava consolo e alguma companhia para conversar.
Outro senhor também idoso que era jogador de damas e outros jogos. Contava esse que essa tarefa, o jogo por vício, era o modo como ele sustentara a família antes de ser aposentado pelo Funrural. O jogo era a sua profissão.
Outro amigo era o barbeiro que o aturava mais pela obrigação da profissão do que pela estima e amizade.
Assim contavam-se poucos amigos X.

Voltemos ao causo.
O velho se impressionava toda vez que sabia de um infeliz cuja maleficio de uma doença grave o havia dobrado numa cama ou que esse havia sido levado à óbito prematuro.

Se alguém adoecia de moléstia grave ele sentia o que pensava ser os mesmos sintomas do caso a ele relatado.

Se chegava a seu conhecimento sobre o passamento de um para santo sepulcro sentia ele a frieza da morte aproximar-se sem piedade X.
"Dessa noite não passo".
"Meu fim chegou"!
"Está tudo acabado".
"Cumpra infeliz o propósito que lhe trouxe aqui! Mas faça com brevidade e me poupe da penosa agrura".

Os conhecidos quase não escutavam mais as suas lamentações de quase morte e das dores que padecera em noite anterior ao relato.

Todos até evitavam perguntas tipo: "como tem passado sr Geremias?

Porque via de regra a resposta era sempre de uma mesma linha e começava assim:
"Nem lhe conto... Nem lhe conto! Essa noite eu quase embarquei para a terra dos pés juntos"!

Por mais que alguns repelissem essa ideia contrariando o velho e dissessem: "o senhor ainda há de viver muito e entregar muitos aos sete palmos antes de ser levado", ele nunca concordava. O seu fim era próximo.

Por fim morreu o velho amigo jogador de damas. Ele não foi ao enterro limitando-se a pedir desculpas aos familiares.
Morreu o barbeiro e nem notícias ele foi buscar.
Morreu a vizinha viúva... e tantos outros personagens conhecidos do velho Geremias.

Pelo que pude apurar, só havia um instante em que o sempre moribundo não aceitava como certa a sua partida para o além. Bastava que algum paciente e perspicaz interlocutor lhe indagasse sobre quem recairia seu testamento. "Quem vai herdar seus bens Geré"? O que o velho não titubeava:
- Ainda viverei muito! Viverei muito antes que uma alma vivente goze dos meus favores X!

Passados alguns anos, ainda vive o velho Geremias X... Nisso você pode acreditar!



OZEAS CB RAMOS
BLOG RASCUNHO1966
www.rascunho1966.blogspot.com.br
www.facebook.com/rascunho1966

SUA OPINIÃO É MUITO IMPORTANTE.
COMENTE - DEIXE SUA CRÍTICA, ELOGIO OU SUGESTÃO.


OZEAS CB RAMOS

BLOG RASCUNHO1966



SUA OPINIÃO É MUITO IMPORTANTE.
COMENTE - DEIXE SUA CRÍTICA, ELOGIO OU SUGESTÃO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


SUA OPINIÃO É MUITO IMPORTANTE.
COMENTE - DEIXE SUA CRÍTICA, ELOGIO OU SUGESTÃO.
Aproveite e veja também outras postagens desse BLOG.
Obrigado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...