terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

ENTREVISTA - Sociedade brasileira: violência e autoritarismo por todos os lados - Revista Cult

Sociedade brasileira: violência e autoritarismo por todos os lados - Revista Cult: A filósofa Marilena Chaui analisa a situação política e econômica brasileira e comenta a ocupação das escolas paulistas.


Foto da matéria. Por Bob Souza


Entrevista que demonstra como uma pessoa de boa índole, séria, inteligente, vai da expectativa gerada pelo idealismo socialista vivido anos atrás à sandice de um discurso vazio, microcefálico, grotesco. Discurso que só não é ingênuo dadas as características citadas e reconhecidas acima.

O país destruído em tudo! e esses pseudo-intelectuais de esquerda seguem com o mesmo blá blá blá (hoje em dia se diz mimimi).

Vejamos o que dizem:


  • A situação é mundial;
  • a direita é fascista;
  • toda a luta é neoliberal;
  • a classe burguesa quer destruir conquistas dos mais pobres e da atual classe média;
  • a mídia reforça a tentativa de golpe;
  • e se esse "golpe" vier a cabo haverá uma convulsão social sem precedentes...


Essa gente sofre também de visão distorcida da realidade. Enxergam o mundo como se ainda o projeto comandando pelo partido no poder ainda estivesse no campo ideológico. Como se o aparelhamento do Estado e de suas instituições ainda não existisse de fato e a corrupção não houvesse ganhado forma e proporção nesses últimos 13/14 anos. E, finalmente, como se a práxis da Teologia da Libertação fosse a única maneira de resolver os anseios dos cristãos e pobres dessa terra e a luta entre as classes fosse o problema a ser resolvido... Para eles o mundo ainda é belo e será mais ainda com os postulados socialistas, de esquerda, etc, etc, etc. O mundo ruiu (ao menos o nosso) e alguns não conseguem ainda perceber.

Nossa sociedade vive uma efervescência sem precedentes. Uma revolução geral e irrestrita, onde todos os valores são questionados - todos simultaneamente. O momento atual é tão espectral e difuso que não será com esse pensamento unilateral, de discurso político pré concebido que o país encontrará seu rumo e identidade.

Sim! Nosso país necessita reescrever a sua identidade enquanto nação. O período militar, a conquista da democracia, as conquistas sociais iniciais, o fundo do poço atual, geraram uma crise de identidade. E isso é um dos itens que haveremos de escrever (criar) para as novas e futuras gerações. Um novo Brasil. Esse vivido e experimentado até aqui morreu, servindo apenas como ponto de partida e aprendizado. E essa gente toda, esses atores todos que estão no poder e dele se locupletam forem extirpados da vida política.

Por hora, somos o que sempre fomos: O país do futuro. Mas qual futuro? Não esse implementado por essa geração representada pela digníssima entrevistada.


OZEAS CB RAMOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário


SUA OPINIÃO É MUITO IMPORTANTE.
COMENTE - DEIXE SUA CRÍTICA, ELOGIO OU SUGESTÃO.
Aproveite e veja também outras postagens desse BLOG.
Obrigado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...