segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

CAROLINA DE JESUS - Vida e obra literária.




"PRINCESA DA LITERATURA" - CAROLINA DE JESUS


Extraído da descrição do filme.

============================================
Publicado em 22 de nov de 2012

Lista de reprodução "Estante de Vídeo & Áudio-Livros" do canal YouTube CarlosAlbertoDidier.

Documentário sobre a escritora Carolina de Jesus, exibido pela TV Câmara em comemoração ao dia da Consciência Negra, festejado no Brasil a 20 de novembro.

Texto de apresentação da TV Câmara:

"A história singular de uma catadora de papel que viveu na extinta favela do canindé em São Paulo é o tema de uma exposição na Câmara. Organizada para comemorar a Semana da Consciência Negra, a mostra "Carolina Vive" expõe a obra de Carolina de Jesus: seus diários e o livro que se tornou best seller, revelando ao mundo a poesia e o talento da escritora.

"São Paulo, década de 50. Na cidade grande e poderosa, a poesia nasceu na favela, o quarto de despejo da cidade, porque lá jogam homens e lixo, que lá se confundem, são coisas que a cidade deixa de lado". A descrição crua, mas poética está na obra de Carolina Maria de Jesus.

Nesta exposição, fotos e documentos de Carolina revelam a escritora acima de tudo. O best-seller Quarto de Despejo vendeu mais de um milhão de exemplares e foi publicado em 14 idiomas, em mais de 40 países. Ela escreveu outros 4 livros, entre eles, Diário de Bitita.

Mulher, negra que morava na favela: Carolina de Jesus representa um símbolo da luta pela emancipação feminina e contra os preconceitos. Apesar da fama e do talento, morreu pobre.

A exposição está aberta ao público até sexta-feira, das 9h às 18h, no Hall da Taquigrafia, que fica no Anexo 2 da Câmara.

Créditos:

1- Reportagem: Vera Morgado
2- Ronaldo Bizanotto - Organizador da exposição
3- Produção: Patrícia Lemos".


CAROLINA MARIA DE JESUS (Sacramento, 14 de março de 1914 — São Paulo, 13 de fevereiro de 1977) foi uma escritora brasileira.

Ex-catadora de papel, Carolina foi descoberta pelo jornalista Audálio Dantas ao escrever uma matéria sobre a expansão da favela do Canindé. Com pouca escolaridade, favelada, mulher, negra e pobre, Carolina fez das obras um meio de denúncia sócio-política. A obra mais conhecida, que teve tiragem inicial de dez mil exemplares (esgotados na primeira semana), e traduzida em 13 idiomas, é Quarto de Despejo, publicada em 1960. Também escreveu Casa de Alvenaria (1961), Pedaços de Fome (1963), Provérbios (1963) e Diário de Bitita (1982, póstumo).
http://pt.wikipedia.org/wiki/Carolina...

Informe-se ainda um pouco mais sobre Carolina Maria de Jesus:
http://www.labjor.unicamp.br/patrimon...

http://www.amigosdolivro.com.br/lerma...

http://www.mundonegro.com.br/portal/2...

http://www.baixelivros.com/carolina-m...

http://criticaconsciente.wordpress.co...


Não deixe também de ver os seguintes vídeos sobre Carolina de Jesus

O Diário de Bitita: http://www.youtube.com/watch?v=yg0XT6...

O Estranho Diário da Escritora Vira-Lata: http://www.youtube.com/watch?v=v6v4jJ...

http://www.youtube.com/watch?v=LuuwFI...

http://www.youtube.com/watch?v=-JsXCm...


Categoria
Educação

Licença
Licença padrão do YouTube




MANUSCRITO

Livro - Onde estás felicidade?



Nenhum comentário:

Postar um comentário


SUA OPINIÃO É MUITO IMPORTANTE.
COMENTE - DEIXE SUA CRÍTICA, ELOGIO OU SUGESTÃO.
Aproveite e veja também outras postagens desse BLOG.
Obrigado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...