domingo, 16 de agosto de 2015

LONJURAS DENTRO DE MIM


Tem hora em que a saudade
sai faceira para passear.
Vai sozinha
e me deixa aqui
compondo pensamentos vagos.
Ora ela vai a pé
diz que é logo ali
e que não precisa voar.
Noutra toma a minha mão
e me faz caminhar
lonjuras dentro de mim.

Algumas vezes revela-se amiga
mostra reminiscências
que me aproximam da felicidade
e remetem ao prazer.

Mas quando essa madona
(desgraçada)
quer ser cruel
visita lembranças de umas dores
que ainda tento esquecer.

Nesse caminhar ela ameniza
os passos lépidos
como quem sobe seu morro.
E sabe, e como sabe,
que é preciso passar por ali
onde há o grande espelho,
da vida
para somente depois me permitir voltar...


OZEAS CB RAMOS
Visite o BLOG no Facebook
www.facebook.com/rascunho1966

Nenhum comentário:

Postar um comentário


SUA OPINIÃO É MUITO IMPORTANTE.
COMENTE - DEIXE SUA CRÍTICA, ELOGIO OU SUGESTÃO.
Aproveite e veja também outras postagens desse BLOG.
Obrigado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...