quarta-feira, 30 de abril de 2014

ENCANTO



ENCANTO

Encanto
é olhar no outro
e ver mais que possibilidades.
É não ver nada
e ver tudo colorido
com as cores da alma.
É quando silêncio
é música,
e um sorriso
é comunicação perfeita sem as palavras.
Encanto é não precisar
Não ser em ser
É estar, sem ter
É estado mais que atração.
Encanto é simbiose
De uma alma com um corpo.
É deslumbramento
É fascinação.

(O encanto por você
É meu desvario cotidiano).


OZEAS CB RAMOS
BLOG DEVANEAR E DIVAGAR
www.rascunho1966.blogspot.com.br
COMENTE - COMPARTILHE

segunda-feira, 28 de abril de 2014

REFLEXÕES



REFLEXÕES
.
Estou bem perto
de não contar os anos
de refazer os planos
de dar meia volta
e seguir

Estou bem perto
de plantar meus sofismas
de esquecer minhas rimas
de dar volta e meia
e seguir

Estou bem perto
de refazer os meus sonhos
de reviver entressonhos
de dar outra volta
e seguir.

Estou bem perto de mim.
.
.
OZEAS CB RAMOS
BLOG DEVANEAR E DIVAGAR
www.rascunho1966.blogspot.com.br
COMENTE - COMPARTILHE

domingo, 27 de abril de 2014

ETERNIDADE



ETERNIDADE
.
Quando minutos do dia
Tocam nas horas da saudade
Meu coração em desalento
Descobre e imortaliza
Tua eternidade em mim.
.
.
OZEAS CB RAMOS
BLOG DEVANEAR E DIVAGAR
www.rascunho1966.blogspot.com.br
COMENTE - COMPARTILHE

sábado, 26 de abril de 2014

SARAU - COM MARIANA PAIVA

Adquirimos e em breve sortearemos um exemplar autografado do livro LAVANDA - Mariana Paiva.
AGUARDEM...



quinta-feira, 24 de abril de 2014

ENQUANTO ISSO




ENQUANTO ISSO

Enquanto isso... na terra do faz de conta que faz de conta...
Rolou uma guerra de beijos...
Essa é a minha guerra agora. Sem inimigos, vencidos ou vencedores.
Para trás é história. O futuro trará estórias.
O presente está aqui comigo. A sorte é minha. A alegria é minha.
O sol brilha, esquenta, e é assim que tem que seguir.
Nada de chuvas em mim!
Mas se chover, eu cantarei e dançarei na chuva!!!
.
.
OZEAS CB RAMOS
BLOG DEVANEAR E DIVAGAR
www.rascunho1966.blogspot.com.br
COMENTE - COMPARTILHE



segunda-feira, 21 de abril de 2014

LIVROS: EMPRESTE, TROQUE, DOE.


Não deixe seus livros parados na estante.
Empreste. Troque. Doe.
Livro é para andar...
Será que dá pé???


segunda-feira, 14 de abril de 2014

NOVO COMEÇO



NOVO COMEÇO

Quero conversar
sem divagar.
Sem reviver
Sem recontar meu passado.
Sem culpar,
Nem culpados.
Eu quero reescrever um fim.
a fim de ter uma nova chance
de um novo começo.


OZEAS CB RAMOS

sábado, 12 de abril de 2014

EU QUERO É SER FELIZ - 15 DE JANEIRO


EU QUERO É SER FELIZ

É hoje. Chegou
4+8. Finalmente
Agora sou adolescente.
Deixei de ser menino
Eu não sou mais BV
Mas eu quero transar
Só bato punheta
Eu quero é meter
Gozar (na bxxxxx) no teu doce.
Se eu já posso namorar
Não quero ficar
Também não quero partir
Nem sei...
Nem sei por que não sei.
Mas quando eu sei
Não tenho certeza
Por que será?
Uma coisa eu sei
Já tenho papo cabeça
Não quero ser adulto
Vivem dizendo:
Toma juízo menino.
Mas são eles os doidos
Só andam correndo
Só vivem morrendo
Antes do tempo
E esquecem o lado bom da vida.
Eu não quero ser adulto
Eu quero ser feliz!


OZEAS CB RAMOS

quinta-feira, 10 de abril de 2014

DEVANEIO - PONTA DO HUMAITÁ

Passeio à Ponta do Humaitá (Cidade Baixa - Salvador)
Fui ver o pôr do sol.
As nuvens não concordaram.


terça-feira, 8 de abril de 2014

MAIS UM DOMINGO



MAIS UM DOMINGO...

Voltei um velho hábito - deitar mais cedo. E aí o caboclo acorda mais cedo. Hoje foi quatro da manhã, madrugada ainda, portanto. Mas eu prefiro assim. O dia corre melhor e sobra tempo para todas as atividades. Porém esse acordar mais cedo é para atender a minha necessidade de escrever. Não há barulho, celular não toca, não há chamados no facebook. Fica mais fácil deixar as idéias correrem da imaginação para o arquivo no Word. A produção de hoje foi: Uma e meia página digitada; uma leitura geral; algumas correções e fazer backup.
A pia já gritava por ter pratos, panelas e talheres lavados. É aqui as coisas gritam para serem atendidas. Como o cafofo é pequeno, de tão pequeno que não falo em metros quadrados, e sim em centímetros quadrados, eu ouço sem dificuldades. A pia, bacia com roupa de molho, e banheiro, gritam. Nem bem a pia fora atendida e a bacia já me olhava com ar de pedinte. Como que dizia: vai me deixar aqui?
Assim roupas lavadas, colocadas lá fora no varal, aproveitando o sol que já anunciava que o dia seria quente.
Ainda tentado voltar a escrever, pois os personagens falam todo tempo, querem atenção.
Fui sentar no trono eterno, quando ouvi:
− Pai, cadê você? – É a senha para dizer que acordou e já está com fome. O nego sempre acorda morto de fome.
− Calma meu filho, já estou providenciando.
O café com um iogurte e um pão com queijo foi tratado com rapidez. E ele logo estava deitado no sofá vendo seus desenhos em DVD.
Começo a arrumar o quarto que sempre fica uma bagunça, quando meu chefinho diz:
− Pai amanhã minha folga acaba, não é?
Oportunidade para chamá-lo para uma conversa de homem para homem. Conselhos para que tenha atenção, pois as coisas mudarão a partir de agora. Mais tarefas para casa, mais estudo, mais responsabilidades. Ele parece entender. Aproveitamos e arrumamos as coisas que ele vai levar quando retornar para casa.
Varrer a casa, passar pano molhado e lavar o banheiro, seguem ordem das tarefas até que esteja pronto para começar o almoço.
− Pai, você faz espaguete com molho de tomate? Apenas molho de tomate, sem mais nada?
Seria mesmo macarrão o que facilitou atender ao pedido. Uma salada caprichada e alguns steaks de frango fritos completam o prato.
Deu para ouvir a Marieta perguntar:
− Salada de que coroa?
Então vai: Tomate, pepino, batata, chuchu e ovos cozidos.
Almoço na pança, e fui descansar um pouco enquanto o sono vai chegando de mansinho. Chegando de mansinho...
Já era!
Ainda estava morto quando meu quero-quero chama. Pai eu quero fazer cocô; pai, eu quero lanchar; pai... pai...
Atendidas todas as necessidades lá vamos nós. Eu voltei a escrever e ele foi ver mais desenhos.
Iremos logo mais à praça tomar salada de frutas com sorvete e ver as “nega bunita passá”.
Meu domingo é assim. Só mais um domingo...

OZEAS CB RAMOS

domingo, 6 de abril de 2014

SINHÁ



SINHÁ

Eu tenho tanto carinho por ti
Sinhá menina
Que eu queria ser um bem
Para ser seu
Bem seu

Eu tenho tanto desejo por ti
Sinhá moça
Que eu queria ter um bem
Para dar a meu bem
Todo bem

Tenho tanto amor por ti
Sinhá mulher
Que eu queria ter seu bem
Para ser meu bem
Bem meu

Mas você não quis!


OZEAS CB RAMOS

sábado, 5 de abril de 2014

AGORA EU SOU ASSIM




Agora sou poeta sem um canto
Sem encanto e sem recanto
Sem palavras, eu sou assim...

Agora sou um ontem aturdido
Com amanhã sem hoje, perdido
Sem esperança, eu sou assim

Agora sou a dor da despedida
Na partida dessa vida
Sem amor, eu sou assim...

Agora sou ida e avinda
Sem desavindas inda
Agora eu sou assim...
Agora eu sou eu!


OZEAS CB RAMOS



=====================

Avinda:
Que se aveio. Do verbo avir. Pôr em concórdia, em harmonia.

Desavindo:
Que está em desavença com outrem.

Inda:
Mesmo que ainda.



Fonte:
Miniaurélio Eletrônico versão 5.12.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...