segunda-feira, 23 de setembro de 2013

MÁRMORE PRETO




Jango tem jazigo perpétuo
Durango Kid eu não sei
Eu quero o meu ainda em vida
Sepulcro com lápide de mármore preto.
Não quero tintas nem cal
Eu não terei sepulcro caiado
A mim, basta ser o defunto
O defunto e a própria cruz.
Vindo não traga velas
Nem entoe rezas vazias
A deuses igualmente vazios.
(Vazio por vazio eu fico com o meu).
E não lamentes eu ter triste sorte.
Mas se puder traga flores
Rosas amarelas ou margaridas.
Deixe-as com o silêncio costumeiro.
Quanto ao texto da lápide
Ainda não decidi,
Mas está para ser:

Aqui jaz um imbecil estúpido
Que em vida morreu de amor!


OZEAS RAMOS

@ozeascbr





Nenhum comentário:

Postar um comentário


SUA OPINIÃO É MUITO IMPORTANTE.
COMENTE - DEIXE SUA CRÍTICA, ELOGIO OU SUGESTÃO.
Aproveite e veja também outras postagens desse BLOG.
Obrigado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...