terça-feira, 13 de agosto de 2013

NOITE ANTERIOR

Foi esquisito.

Costumo ficar incomodado com tantas coisas/ideias na cabeça. Até parece que não cessarão motivos para rascunhar. Mas nessa noite anterior queria escrever, como todo dia faço, mas quem disse que consegui? Rascunhei algumas linhas, mas não era exatamente o que precisava por para fora, externar.

Estava em crise comigo mesmo e com a verdade que precisava exprimir.

A verdade daquele momento já havia sido descrita inúmeras vezes, por que repetir?

Eu precisava! Eu desejava! Eu queria, mas não saia! Momento parecido quando alguém me pede um texto/poema. O tal: “escreva um para mim”...

Neca de pitibiribas.

Deixei a caneta e o caderno de lado e fui dormir.  Ao menos isso eu consigo com facilidade.

 

OZEAS RAMOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário


SUA OPINIÃO É MUITO IMPORTANTE.
COMENTE - DEIXE SUA CRÍTICA, ELOGIO OU SUGESTÃO.
Aproveite e veja também outras postagens desse BLOG.
Obrigado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...