quinta-feira, 8 de agosto de 2013

LEVEZA DE SER



LEVEZA DE SER

Havia um rei, de um reino muito distante, para além de tão tão distante, que oferecia a mão de sua filha. Muitos eram os pretendentes, mas o rei propunha um desafio aos corajosos:
Daria a mão de sua filha aquele que construísse um castelo, começando a construção de cima para baixo.
Quase todos desistiram, mas como em toda estorieta, um que restou replicou:
- Serei merecedor da mão de vossa filha, e começarei a construção imediatamente, assim que o digno rei colocar todos os materiais "lá em cima".
Não sei qual a máxima dessa estória, nem lembro qual fim propuseram...
Mas essa ideia de começar a construção de cima para baixo não se perdeu de minha lembrança.
A vida teria um fardo muito mais suportável e leve se não desprendêssemos tanta energia tentando criar nossas muralhas com pedras pesadas, absurdamente grandes, e lutando em vão por construir de cima para baixo. Uma luta incomensurável e desmedida. Inglória.
Todos nós criamos nossas fortalezas. Cada um a sua. É um tal de:
“Eu sou assim, eu creio assim, eu ajo assim”.
Idealizamos nosso modus operandi e o transformamos por força de lei mental em nosso modus vivendi.
Muita energia para criar e muito mais energia para manter essa "muralha"! Perdermos tanto tempo com ela, que não percebemos que a vida no vale pode ser mais leve, menos laboriosa e mais bela! E que em muitos casos, bastaria uma cerca viva, e bem baixinha...
Como diz uma amiga: “Tudo tem que ser leve”...

OZEAS RAMOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário


SUA OPINIÃO É MUITO IMPORTANTE.
COMENTE - DEIXE SUA CRÍTICA, ELOGIO OU SUGESTÃO.
Aproveite e veja também outras postagens desse BLOG.
Obrigado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...