sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

O EDIFÍCIO ESTÁ CAINDO!

Nasci no interior. Ruas largas calçadas com hexaedros cujas faces opostas são paralelas e congruentes, casas, quintais, rio... e muito verde...

Ah! O meu quintal! Magia que alargava meu mundo e ainda tinha: Abacateiro e galinhas. Ainda lembro do som (pof? ploft? puf?) causado pela queda de um abacate. E claro, corria para ir pegá-lo... Minhas galinhas! Sabia a hora de ir catar os ovos. Acabam aqui as minhas tarefas domésticas dessa época.

Tudo muito comum, mas somente quem nasceu no interior conhece o encanto que deixa na vida... Para o resto da vida.

Quando viemos morar na capital, uma das muitas lembranças que carrego gravado na mente se deu ao lado do prédio conhecido como "boca do cofre". Local onde funcionários públicos recebiam salários ou coisa parecida.

Prédio era novidade! Ir ao centro era novidade!
Resumindo: Tudo era novidade!!!
Estava ao lado, e olhei para cima, admirando a altura... Quando vi o que me causou espécie: O prédio estava caindo!
Lembro do desespero! O meu desespero, ora!
Queria sair dali o quanto antes! Queda interminável, diga-se de passagem.
Não parava de cair...!!!???
Um amigo diria: - Como é isso?


Explicar-lhes-ei.
Ilusão causada pelo passar das nuvens acima do edifício...
De baixo, olhando para cima, as margens do prédio e as nuvens se confundiam. Elas movendo-se ao vento, davam ao besta de seis ou sete anos, a impressão que o edifício estava caindo, tombando!
Susto passado, até hoje admiro as nuvens, as galinhas e abacateiros...
Quanto aos edifícios...



OZEAS CB RAMOS
www.facebook.com/rascunho1966

Nenhum comentário:

Postar um comentário


SUA OPINIÃO É MUITO IMPORTANTE.
COMENTE - DEIXE SUA CRÍTICA, ELOGIO OU SUGESTÃO.
Aproveite e veja também outras postagens desse BLOG.
Obrigado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...