terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

FAÇA AMOR, POR AMOR!

 
 
Veja abaixo várias posições para fazer AMOR:


Imagens da Net.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

TATUAGEM


Seu nome está gravado
Em minha alma
Como tatuagem.
Imagem perpetuada em mim.
É para sempre.
Mesmo que queira remover
Apagar você de mim
A custo substituiria as marcas
Marcas indeléveis.
Pois você em mim:
Ato infindo.

OZEAS RAMOS



sábado, 23 de fevereiro de 2013

GIRASSOL

 
 
GIRASSOL
 
Gira
Girassol
Gira sol
Gira terra
Gira vida
Gerem energia nova
Super novas!
E com ela nova vida
Nova vida em mim!!!
 
OZEAS RAMOS

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

VOU VARIEGAR



VARIEGAR

Algumas vezes (poucas vezes)
Eu penso que poderia tornar tudo diferente.
Ser diferente, agir diferente
Pensar e falar diferente
Vestir diferente.
Ser diferente do que sou.
E vou desenhando
Retoques aqui, mudanças ali
Troca uma peça... mais uma...
Recondiciona.
Atualiza o software!
Vamos ver... Vamos ver... Pronto!
Pronto???
Não! (sem chance).
Isso que me tornaria não seria mais eu.
Seria “um quase você”.
EU SOU quem sou. Sou SAPO!
Mudar radicalmente, JAMAIS.
Mudar, melhorar: É AGORA!
2013, eu vou variegar!!!

OZEAS RAMOS

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

ALMA MACAMBÚZIA


  
ALMA MACAMBÚZIA

Amanheci triste.
Mas não estou triste
por tristeza minha
Estou triste por ti
Por teu chorar
Por tuas lágrimas.
Macambúzia
Como estava triste a tua alma
E eu vi pesar em teus olhos
Que embora brilhem como safiras
Eles agora são tomados
Apenas por lágrimas
Lágrimas que deveriam ser
De felicidade!
Dói a tua dor.
Paralisa!
Assim, estou triste
Por não poder dizer nada
Pensar em nada
Fazer nada
Ser nada
Que devolva teu sorriso.
Posso daqui
Apenas respeitar a tua dor!

OZEAS RAMOS

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

ENTREVISTA PILOTO: DENISE ARGOLO



Denise é o primeiro membro do BLOG e aceitou participar dessa entrevista piloto.
Esperamos que gostem!

sábado, 16 de fevereiro de 2013

BLOG - NOVO TÍTULO

Amigo JOCIMAR

Por sua quase dica ("só não gostei do nome")
Mudei o Título do BLOG.
Agora chama-se: Devanear & Divagar.
Mas ainda digo meus palavrões...
(Rsss)

Melhorou????

OZEAS RAMOS

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

O EDIFÍCIO ESTÁ CAINDO!

Nasci no interior. Ruas largas calçadas com hexaedros cujas faces opostas são paralelas e congruentes, casas, quintais, rio... e muito verde...

Ah! O meu quintal! Magia que alargava meu mundo e ainda tinha: Abacateiro e galinhas. Ainda lembro do som (pof? ploft? puf?) causado pela queda de um abacate. E claro, corria para ir pegá-lo... Minhas galinhas! Sabia a hora de ir catar os ovos. Acabam aqui as minhas tarefas domésticas dessa época.

Tudo muito comum, mas somente quem nasceu no interior conhece o encanto que deixa na vida... Para o resto da vida.

Quando viemos morar na capital, uma das muitas lembranças que carrego gravado na mente se deu ao lado do prédio conhecido como "boca do cofre". Local onde funcionários públicos recebiam salários ou coisa parecida.

Prédio era novidade! Ir ao centro era novidade!
Resumindo: Tudo era novidade!!!
Estava ao lado, e olhei para cima, admirando a altura... Quando vi o que me causou espécie: O prédio estava caindo!
Lembro do desespero! O meu desespero, ora!
Queria sair dali o quanto antes! Queda interminável, diga-se de passagem.
Não parava de cair...!!!???
Um amigo diria: - Como é isso?


Explicar-lhes-ei.
Ilusão causada pelo passar das nuvens acima do edifício...
De baixo, olhando para cima, as margens do prédio e as nuvens se confundiam. Elas movendo-se ao vento, davam ao besta de seis ou sete anos, a impressão que o edifício estava caindo, tombando!
Susto passado, até hoje admiro as nuvens, as galinhas e abacateiros...
Quanto aos edifícios...



OZEAS CB RAMOS
www.facebook.com/rascunho1966

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

SOU ASSIM


SOU ASSIM!

Modelo já ultrapassado
Bem rodado
Conservado
Original
Chamo atenção
Pelas ruas
Pelos traços da idade
Quem passa até olha
Poucos gostam
Ninguém quer pegar
Devem pensar:
Velhinho que só!
Será que funciona?
Sou assim!
Mas, estou assim:
LIVRE!

OZEAS RAMOS


  



quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

DERRADEIRO PENSAMENTO



Nada como um dia após o outro!
E outros após outros.
E outros...
Até quando não houverem mais dias.
Aí...
Primeiro vão as forças.
Depois todas as lembranças.
Perdem o valor a dignidade ou indignidade
Todos os sentidos esvaem-se
Nada mais é preciso.
Penúltimo a esperança,
E o pensamento que trará
Inquietude à alma:
Valeu à pena viver?
Amar? Sofrer?
Alegrar-se? Gozar?
Odiar? Roubar? Matar?
Ser? Não ser?
Ter? Construir? Destruir?
Dentre tantos outros...
Esse derradeiro pensamento
Transforma o AGORA
No único momento pelo qual
Vale à pena VIVER!
Antes do grande encontro
Consigo mesmo!

OZEAS RAMOS


segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

SUBLIME CRIAÇÃO

Carnaval PODE. Demais dias? Também!
Querida por uns. Odiada por outros...
E por mim: AAAMMMAAADDDAAA.



A CRIAÇÃO DA XOXOTA - por MARIO QUINTANA

Sete bons homens de fino saber
Criaram a xoxota, como pode se ver:
Chegando na frente, veio um açougueiro.
Com faca afiada deu talho certeiro
Um bom marceneiro, com dedicação.
Fez furo no centro com malho e formão
Em terceiro o alfaiate, capaz e moderno.
Forrou com veludo o lado interno
Um bom caçador, chegando na hora.
Forrou com raposa, a parte de fora.
Em quinto chegou, sagaz pescador.
Esfregando um peixe, deu-lhe o odor.
Em sexto, o bom padre da igreja daqui.
Benzeu-a dizendo: 'É só pra xixi!'.
Por fim o marujo, zarolho e perneta.
Chupou-a, fodeu-a e chamou-a...
Buceta!



Leia também: APRECIE SEM MODERAÇÃO por Ozeas Ramos

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

SÓ EU NÃO ME BASTA

 
 

SÓ EU NÃO ME BASTA
 
Eu te quero tanto
Te amo tanto
E há tanto tempo
Que todos os meus sentidos
Entraram em colapso
E não percebo
o que sobra de mim.
Só EU não me basta!
 
OZEAS RAMOS

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

CELULAR


APRESSA-TE


 
 
 
APRESSA-TE
 
Apressa-te em ser feliz!
Como vejo teu coração
Se pudesse, te daria
Não uma rosa
Mas uma odem.
Que de tão imperativa
Roubaria toda tua atenção:
APRESSA-TE EM SER FELIZ.
Isso mesmo!
A dinâmica da vida e os anos restantes
tornam impreterível retomar a caminhada.
Perdas, dor, sentimentos paralizantes,
Culpas, lembranças
Não podem te impedir...
"Levanta-te e anda"!
Ela está tão próxima a ti
Permita-se pisar o medo
Saltar as incertezas
E sem olhar atrás
Seguir rumo à felicidade.
Apressa-te!
Agora!
 
OZEAS RAMOS

COMO VAI, FACEBOOK?




Caro amigo Facebook
Durante muitos dias vi sua pergunta (Como vai, Ozeas?).
Em resposta ao amigo...


Eu estou bem.
Ora sozinho
Ora comigo mesmo.
Quando estou sozinho
Estou muito bem.
O que nem sempre acontece
Quando estou comigo mesmo.
Asseguro-lhe: Muito bem e em paz!
Embora, em paz quando estou sozinho.
Porque quando eu estou comigo mesmo
São tantas perguntas e tantas lembranças
Que, de tanto retorquir-me, perco a paz.
Mesmo assim, estou bem, em paz e feliz!
Feliz, feliz, somente quando estou sozinho.
Porque é muito difícil ficar feliz comigo mesmo.
Como dizem: ficando velho e cada vez mais chato!
Isso poderia ser assim... aquilo daquele jeito...
Sabe como é... Bye bye felicidade.
É isso.
Agradeço sua preocupação.
Um abraço

Ozeas Ramos

PS:
Quanto à sua nova pergunta (O que está contecendo, Ozeas)
responderei noutra oportunidade!
  

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

MORPHO JULIET



Imagem (fundo) da internet



MORPHO JULIET

Te descobri
Linda borboleta azul
Rara. Livre.

Metarmofose viva
Nunca mais serás casulo.

Nascestes para voar
Voar alto
Singela, meiga, de alma leve.
Não existe mimetismo em ti
És única, exclusiva.
O sol te busca com seus raios
Para fazer brilhar tuas cores
O astro-rei te reverencia.

Pois polinizas as vidas-flores
Com tua graça e sorriso
E onde tocas
Recrias o ciclo da vida
Eu te batizo

Morpho Juliet

Ozeas Ramos

FIQUE BEM - JULIET MAGALHÃES


 
Tudo em excesso não presta!
Até mesmo o amor... amor demais, proteção demais... sufoca!
Entender o significado da palavra liberdade é mais que necessário.
Somos seres livres, e ninguém pode retirar isso de nós!!!!
Nossa única obrigação é ser responsável pelas escolhas, ter a consciência de que si é o único a regar as flores do seu próprio caminho arcando com todas as consequências das escolhas feitas.
Procure o equilíbrio dos sentimentos, quando não souber o que fazer...
não faça nada... quando sentir vontade de ficar sozinho... fique...
antes de tentar ficar de bem com o mundo....
fique bem com você mesmo!
 
Juliet Magalhães

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

NAIÁ VITÓRIA RÉGIA

Reminiscência da infância

Uma das primeiras lições a ficarem gravadas em minha mente tratava da Vitória-Régia. Como era diferente de tudo que já havia visto, mesmo sendo natural do interior.
Sou fascinado por sua beleza até hoje.





Já crescido descobri que havia uma lenda indígena sobre a planta.

Reproduzo abaixo, retirado como encontrado em Lenda da vitória-régia:

A lenda da vitória-régia é uma lenda brasileira de origem indígena tupi-guarani.

Há muitos anos, em uma tribo indígena, contava-se que a lua (Jaci, para os índios) era uma deusa que ao despontar a noite, beijava e enchia de luz os rostos das mais belas virgens índias da aldeia - as cunhantãs-moças. Sempre que ela se escondia atrás das montanhas, levava para si as moças de sua preferência e as transformava em estrelas no firmamento.
Uma linda jovem virgem da tribo, a guerreira Naiá, vivia sonhando com este encontro e mal podia esperar pelo grande dia em que seria chamada por Jaci. Os anciãos da tribo alertavam Naiá: depois de seu encontro com a sedutora deusa, as moças perdiam seu sangue e sua carne, tornando-se luz - viravam as estrelas do céu. Mas quem a impediria? Naiá queria porque queria ser levada pela lua. À noite, cavalgava pelas montanhas atrás dela, sem nunca alcançá-la. Todas as noites eram assim, e a jovem índia definhava, sonhando com o encontro, sem desistir. Não comia e nem bebia nada. Tão obcecada ficou que não havia pajé que lhe desse jeito.
Um dia, tendo parado para descansar à beira de um lago, viu em sua superfície a imagem da deusa amada: a lua refletida em suas águas. Cega pelo seu sonho, lançou-se ao fundo e se afogou. A lua, compadecida, quis recompensar o sacrifício da bela jovem india, e resolveu transformá-la em uma estrela diferente de todas aquelas que brilham no céu. Transformou-a então numa "Estrela das Águas", única e perfeita, que é a planta vitória-régia.
Assim, nasceu uma linda planta cujas flores perfumadas e brancas só abrem à noite, e ao nascer do sol ficam rosadas.

OZEAS RAMOS

É CARNAVAL



TOPADA E PÉ NA BUNDA

É preciso ter bom humor.
Sempre.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...