quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

ROSAS


 
 
ROSAS
 
Uma vez levei rosas
E cometi um engano
Uma vez levei rosas
Mas esqueci o que importava.
Havia uma nova vida
Havia lembrança, alegria
Havia “amor”.
Haviam motivos e haviam rosas
Faltou o que importava.
Mesmo assim levei rosas.
As rosas juntas viraram bouquet
Cuja beleza foi incapaz de mostrar
Que eram mais que rosas
Mais que arranjo.
Assim a primeira vez
Tornou-se a última vez
Que levei rosas...
 
OZEAS RAMOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário


SUA OPINIÃO É MUITO IMPORTANTE.
COMENTE - DEIXE SUA CRÍTICA, ELOGIO OU SUGESTÃO.
Aproveite e veja também outras postagens desse BLOG.
Obrigado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...